ANOTAÇÕES DA BÍBLIA

cavarei poços enquanto precisar

cavarei poços enquanto precisar

Deus colocou esta palavra em meu coração depois de ouvir uma mensagem na igreja sobre Gênesis 26. Estou enfrentando algum contratempo, e não gostaria de enfrentar. Eu quero denominar essas contrariedades de “entulhos”. Todavia, Deus não quer que os entulhos da vida sejam um obstáculo a impedir a continuidade da minha história com Ele.

Lembro na Bíblia que no tempo antigo, cavar poços era uma necessidade vital para tudo que faziam. Antes de plantar ou criar animais era preciso saber se os poços seriam suficientes para o sustento. A riqueza de uma pessoa se media pelos poços que tinha.

Isaque, filho de Abraão era um cavador de poços. Aonde ia Deus prosperava sua vida mesmo em tempo de fome (Gênesis 26.1). Por causa disso muitas pessoas tinham inveja dele (Gênesis 26.12-16), mas Isaque não desanimava e continuava cavando poços deixando sua marca em cada lugar.

O Senhor deseja que eu prossiga firme, com fé e de glória em glória, mas muitas vezes os entulhos me impedem de receber o melhor Deus.

Apesar dos filisteus estarem entulhando os poços de Isaque, ele não desanima e continua cavando poços.

Se jogarem entulhos nos meus poços, não vou parar de cavar, continuarei limpando e nunca deixarei que fique cheio de pedras, pois o manancial de Deus vai continuar fluindo em minha vida, queiram as pessoas ou não!

Cavar poços significa que preciso continuar acreditando que irei encontrar as águas profundas. Mesmo em tempos difíceis, Deus tem promessas para seus servos de que “passando pelo vale árido, faz dele um manancial; de bênçãos o cobre a primeira chuva” (Salmo 84.6). As promessas de Deus são uma fonte inesgotável para saciar todas as minhas necessidades.

As Palavras de Deus para minha vida vão se cumprir, mas primeiro é preciso fazer a minha parte restaurando meu altar, minha família, concertar meus erros e continuar cavando para encontrar água.

As promessas de Deus são uma fonte de bênçãos!