ANOTAÇÕES DA BÍBLIA

EXPERIÊNCIAS COM DEUS

EXPERIÊNCIAS COM DEUS

                             (Pr.Brunoni)

por Pastore Brunoni, Quinta, 2 de Agosto de 2012 às 12:13 ·

O Senhor quer revelar o Seu caráter, o Seu amor, a Sua vontade a você, a fim de ser tratado como o seu Deus. Convém lembrar que, embora Seus atributos e Sua pessoa sejam imutáveis, Ele pode não se revelar a você da mesma maneira como faz a outros.

 

Isaías viu a glória de Deus em seu trono (Isaías 6). O Profeta Ezequiel teve visões do Senhor no meio de uma tempestade com raios (Ezequiel 1.4,5). Jeremias ouviu a voz do Todo-Poderoso falando pessoalmente com ele(Jeremias 1.4,5); Daniel, conheceu o Senhor através das Escrituras, do jejum, da oração e de experiências que revelaram o caráter, a onisciência e o poder de Deus(Daniel 2,6,8,9 e 10-12)

 

Para Elias, Deus se manifestou com uma voz mansa e delicada (1Reis 19.12,13). O Criador pode revelar-se a você de modo distinto, pois Deus sabe da forma que você precisa ser tratado.

 

A Fonte de experiência é a mesma: Deus. E o PONTO DE PARTIDA é o calvário. Deus se manifesta àqueles que o temem e guardam os Seus ensinamentos e não os que tem uma religião tal, seguem um líder religioso, etc. Ele deseja que o conheçamos como o Senhor absoluto e entreguemos nosso coração a Ele, deixando Ele ser o centro do nosso universo.

 

Os três pontos importantes da experiência de Isaías com Deus:

 

1 – Teve a visão da glória de Deus (Isaías 6:1)

 

2 – Reconheceu seu estado pecaminoso (Isaías 6:5)

 

3 – Arrependeu-se e foi purificado por Deus. (Isaías 6:5,7)

 

 

Após Isaías reconhecer a santidade de Deus, reconhecendo ser pecador, arrependendo-se e tendo seu pecado removido, então ouve a voz do próprio Deus indagando: “Aquém enviarei, e quem há de ir por nós? (Isaías 6:8ª). Então, respondeu Isaías: “Eis-me aqui, envia-me a mim (v. 8b).

 

Não entendo como uma pessoa pode ter uma experiência impactante com Deus, nascer de novo e continuar no pecado, na mesmice e na frieza espiritual, É IMPOSSÍVEL!

 

Quando você tem uma experiência real com Deus, reconhece que é miserável, carece de perdão cura, salvação e restauração, enxerga que é vaso queimado, vazio, humilhado e quebrado diantdo Oleiro, não tem como ser usado por Deus de outra maneira.

 

 

Quando Isaías confessou a Deus, reconheceu como ele estava: “Ai de mim, que vou perecendo! Enxergou quem era: “Porque eu sou um homem de lábios impuros” e reconheceu seus relacionamentos errôneos: “E habito no meio de um povo de impuros lábios.”

 

Confesse seu pecado a Deus, não esconda isso do Onisciente, pois vai sofrer e as conseqüências serão funestas dentro de si. (Salmo 32:3-5). O Senhor “sonda o nosso coração e nada lhe escapa” (Salmo 139:23). E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes, todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar (Hebreus 4.13). A experiência é única e pessoal, não depende de ninguém e entre você e o Criador.

 

Através de uma experiência com Deus e uma vida de obediência à Sua Palavra a vitória é certa. O primeiro passo é pedir perdão para experimentarmos a Paz que Ele nos garante, A Paz do Senhor!

 

O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia. (Provérbios 28:13)

 

As promessas de restauração e vitória estão garantidas desde o Velho Testamento:

 

E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. (2 Crônicas 7:14)

 

Podemos ver claramente o caráter de Deus em Neemias 9 : 17 a 27. ...”Porém misericordioso, tardio em irar-Se, e grande em bondade, Tu não os desamparaste... mesmo quando fizeram para si um bezerro de fundição........ todavia Tu, pela multidão das Tuas misericórdias, não os deixaste no deserto..... Ele é um Deus justo, misericordioso e tardio em irar-Se.

 

Temos um Deus com o qual podemos contar em cada momento de nossa existência. Porque não nos é suficiente um Deus que nos assegure a eternidade, embora seja esse o nosso objetivo, herdar os céus e a terra. Necessitamos também, de um Deus que nos assista em cada passo de nossa vida presente, e do qual, à semelhança de Jó, podemos dizer: “Ainda que Ele me mate, nEle esperarei.” Jó 13:15.

 

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: O que vencer não receberá o dano da segunda morte. Ap. 2.11

 

VALE A PENA ESTAR NA PRESENÇA DE  DEUS!

 

MARANATHA!